topo
Início da Busca
Campo de busca
Fim da Busca
Início do contéudo da página

No primeiro tutorial, explicamos o que é e para que serve o SIB. Agora vamos à parte prática. Neste material, você vai encontrar um passo a passo para realizar o envio do SIB e as vantagens da migração para o SIB Flex.


Etapas de envio do SIB

1

Consolide as movimentações cadastrais dos beneficiários ocorridas até o último dia do mês de referência.

A operadora tem até o dia 5 do mês subsequente para gerar o arquivo de atualização e enviar à ANS pelo aplicativo SIB no formato XML.

Caso não tenham ocorrido alterações cadastrais no período, mesmo assim, é obrigatório o envio de um arquivo com o procedimento “SEM MOVIMENTO”.

2

Após a recepção do(s) arquivo(s) de movimento (SBX) na ANS é iniciada a validação de estrutura e formato do arquivo. Nesta fase também é verificado o preenchimento dos campos obrigatórios. Em seguida, é realizada a aplicação das críticas de processamento das informações. Os registros que estiverem em conformidade com os requisitos do SIB são processados e passam a incorporar a base do cadastro de beneficiários da operadora na ANS.

3

Depois do processamento das informações dos beneficiários, a ANS disponibiliza para as operadoras, em até cinco dias, o Arquivo de Resultado do Processamento (RPX) por meio do Programa Transmissor de Arquivos (PTA).

O RPX contém o Protocolo de Atualização Cadastral (PTC) que comprova o envio das informações cadastrais dos beneficiários, detalha os erros encontrados nos arquivos SBX e os Códigos de Controle Operacional (CCOs) atribuídos aos registros de beneficiários incluídos na competência presente.

Para cada arquivo de envio e atualização de dados cadastrais é disponibilizado um arquivo RPX para que sejam identificados os registros atualizados com sucesso e aqueles que foram rejeitados durante as validações das críticas do SIB. Os registros que estão em conformidade com os requisitos do SIB são processados e passam a incorporar a base do cadastro de beneficiários da operadora na ANS.

4

Após a identificação dos arquivos rejeitados, a operadora deverá verificar no Manual de Críticas o motivo pelo qual o registro não foi incorporado e enviar novo arquivo com as correções.

5

A ANS, mediante solicitação da operadora, gera o Arquivo de Conferência (CNX). Este indica a situação atualizada de todos os dados cadastrais de beneficiários da operadora, ativos e inativos, processados com sucesso pela ANS até a última atualização cadastral.

Com o arquivo CNX, a operadora poderá obter os dados de interesse relacionados à identificação pessoal, ao endereço e à contratação, e comparar o seu cadastro com o cadastro existente na ANS, possibilitando a correção das informações divergentes.

A operadora deverá solicitar o Arquivo de Conferência (CNX) no site da ANS (Espaço da Operadora) e aguardar a sua geração em até 20 dias. O arquivo é disponibilizado por meio do aplicativo Protocolo de Transmissão de Arquivos (PTA) e pelo SIB Web.

Caso seja melhor para o gerenciamento de seus dados, envie os arquivos separados por movimentos. Por exemplo: encaminhe um arquivo contendo somente os movimentos de inclusão, outro arquivo somente com movimentos de retificação e assim sucessivamente.


Conheça o SIB Flex e atualize dados com mais agilidade

O SIB possui um conjunto de campos que devem ser preenchidos de acordo com as regras estipuladas pela ANS. Essas regras são o que chamamos de CRÍTICAS, que têm o objetivo de padronizar a forma de preenchimento dos campos e fazer com que as informações sejam as mais fidedignas possíveis.

Por exemplo: Ao enviar o arquivo de movimento para inclusão de beneficiário “dependente maior”, deverá ser preenchido o campo CPF. Caso não seja preenchido, o sistema retornará com a seguinte crítica: “preenchimento obrigatório do campo CPF para dependentes com idade igual ou superior a 18 anos”.


Mude para o SIB Flex

Para aperfeiçoar o envio e as atualizações dos dados cadastrais pelas operadoras, a ANS realizou um conjunto de ajustes no sistema flexibilizando as regras do SIB. Com isso, foram removidas críticas dos procedimentos como inclusão, retificação, mudança contratual e reativação em alguns campos, que passaram a ser opcionais. Assim, é possível corrigir e atualizar os dados dos beneficiários com mais facilidade e contribuir para uma base com melhor qualidade de informações. Enquanto que, se mantiver o uso do antigo XSD do SIB, há mais chances de erros no processamento do arquivo, devido à quantidade maior de campos obrigatórios a serem preenchidos.

Por exemplo: a flexibilização nas regras para o procedimento de RETIFICAÇÃO está relacionada à remoção de críticas que exigiam o preenchimento completo dos dados dos beneficiários a cada atualização do registro e que impediam a correção pontual de um determinado campo do registro. Agora, após a flexibilização das críticas, é possível retificar somente um determinado campo sem que seja necessário o preenchimento completo dos dados. Veja o quadro abaixo:

sib quadro2


Exemplo prático:

Utilizando o SIB Flex, caso você queira retificar o campo CNS basta informar no arquivo XML somente o Código de Controle Operacional (CCO) e o número do CNS, não sendo exigido o preenchimento de outros campos no arquivo de atualização do SIB XML. Porém, caso você preencha os demais campos, serão aplicadas as críticas para a validação da lógica entre os campos e manutenção da consistência dos dados.


Identifique as críticas e padronize seu cadastro

O documento Manual de críticas de preenchimento dos campos (versão 2.6) fornece subsídios para conhecimento e resolução durante os procedimentos de atualização dos dados cadastrais de beneficiários das operadoras junto à base de dados do SIB e está atualizado com as críticas vigentes após a implementação das modificações realizadas no SIB XML para os procedimentos de inclusão, retificação, mudança contratual e reativação.

Você pode utilizar também as instruções para preenchimento do SIB no formato XML, histórico de versões SIB XML e a estrutura XSD do SIB acessando o SIB - Manual de instalação.

Em caso de dúvidas, envie um e-mail para Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo., canal exclusivo para esclarecimento de dúvidas técnicas em relação ao SIB. Para atendimento de outras demandas, acesse a Central de Atendimento da ANS.


Outros Temas


Compartilhe:

 
Fim do contéudo da página
Início do rodapé
ANS no Twitter
ANS no YouTube
ANS no Facebook
ANS no Likedin
RSS
Acesso à Informação
Marca do Governo Federal
Fim do rodapé

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040

Ir para o topo da página