Portal do Governo Brasileiro
 

Últimas Notícias - Ver todas as notícias

Participação da Sociedade

Publicado em: 21/05/2015

ANS amplia exigências para melhoria do atendimento ao consumidor

Proposta de Resolução Normativa que entra em consulta pública na próxima semana prevê obrigatoriedade de atendimento presencial em todas as operadoras de planos de saúde

Sobre a ANS

Publicado em: 21/05/2015

Encontro sobre Boas Práticas na Saúde Suplementar

Evento reuniu cerca de 30 participantes entre representantes da ANS, do INCA e de operadoras de planos privados de assistência à saúde

Qualidade da Saúde

Publicado em: 21/05/2015

Laboratório da ANS reúne planos, prestadores e defesa do consumidor

Grupo participativo tem o objetivo de discutir melhorias no setor

Consumidor

Publicado em: 19/05/2015

Problemas técnicos prejudicam serviço da Central de Atendimento da ANS

Atendimento telefônico e portal da ANS encontram-se temporariamente com serviço intermitente

A quem se aplica o reajuste*

O limite de reajuste anual vale para os contratos de cerca de 8 milhões de beneficiários de planos individuais ou familiares novos ou àqueles que foram adaptados à lei dos planos de saúde. Esse número corresponde a 17,6% dos planos de assistência médica no Brasil. É importante deixar claro que a ANS não determina o percentual que deve ser aplicado aos planos individuais. A Agência define o limite máximo e as operadoras podem aplicar qualquer percentual até esse teto.


Clique aqui para copiar o arquivo para seu computador .

 

 

Metodologia de cálculo*

O percentual de reajuste dos planos individuais é a média dos reajustes aplicados pelas operadoras aos planos coletivos com mais de 30 beneficiários. Esta metodologia existe desde 2001 e permite que os planos individuais se beneficiem das negociações já feitas entre os contratantes de planos coletivos e as operadoras de planos de saúde.


Clique aqui para copiar o arquivo para seu computador .

 

 

Percentual de reajuste e rendimento mensal dos trabalhadores*

O índice de reajuste máximo dos planos de saúde individuais não deve ser comparado a outros índices de preços ou de inflação. É que essas taxas medem a variação de preços de vários setores, como alimentação, habitação, transporte e educação. No caso dos planos de saúde, leva-se em conta a frequência de uso dos serviços, como consultas e exames, novas tecnologias disponíveis nos planos e a variação dos custos da saúde. Mas se compararmos a variação do rendimento mensal na seis regiões metropolitanas do Brasil com o índice de reajuste dos planos de saúde, constatamos que o rendimento mensal vem crescendo acima dos índices divulgados pela ANS.


Clique aqui para copiar o arquivo para seu computador .

 

 

* O conteúdo pode ser totalmente ou parcialmente reproduzido pela imprensa.

ANS no Twitter
ANS no Facebook
Google Plus
RSS
Acesso à Informação
Brasil. Pátria Educadora

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040