O médico pediatra José Carlos de Souza Abrahão foi empossado nesta terça-feira (23) como diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O dirigente foi designado pela presidente da República, Dilma Rousseff, para exercer a função até 11/05/2017. 

A cerimônia de posse, realizada no Rio de Janeiro, contou com a presença da ministra da Saúde interina, Ana Paula Menezes, dos demais diretores da ANS – Martha Oliveira, diretora de Desenvolvimento Setorial, Leandro Reis, diretor de Normas e Habilitação das Operadoras e Simone Freire, diretora de Fiscalização –, e do secretário de estado da Saúde, Felipe Peixoto, entre outras autoridades.

IMG 3532

Em seu discurso, Abrahão disse que vai pautar as ações como presidente da Agência nos princípios que nortearam sua atuação nos mais de 40 anos dedicados ao setor. O dirigente destacou que o trabalho à frente das diretorias de Gestão (DIGES) e de Normas e Habilitação dos Produtos (DIPRO) da ANS deram a oportunidade de comprovar a importância do diálogo entre os atores do setor para a promoção da sustentabilidade econômica e assistencial, necessária à prestação qualificada de atendimento aos beneficiários de planos de saúde.

“A razão de ser da ANS é a defesa do interesse público e eu honrarei este compromisso durante meu mandato. A razão de ser deste setor de Saúde Suplementar é o beneficiário que para nós, médicos, são nossos pacientes. Em busca de servi-los da melhor forma, trabalharemos no tripé garantia de acesso, garantia da qualidade e sustentabilidade setorial. Os direitos dos cidadãos serão garantidos e construiremos, juntos, um setor cada vez melhor e mais qualificado”, afirmou. 

A ministra da Saúde interina ressaltou a importância do papel da agência reguladora na melhoria da saúde no país. “O Sistema Único de Saúde e a ANS são entidades que se complementam na missão de ofertar serviços de qualidade ao cidadão”, disse Ana Paula Menezes. A ministra afirmou que é necessário construir e reforçar a política nacional de promoção da saúde nas redes pública e privada e destacou a importância de reforçar ações para garantir a sustentabilidade do setor.  “É fundamental trabalhar na perspectiva da melhoria da concorrência, além de evidenciar de forma mais efetiva o impacto das medidas adotadas no sistema suplementar”, pontuou.

Posse mesa 

Perspectivas e desafios - O diretor-presidente destacou que a ANS vai estimular a realização de campanhas pelo uso consciente do sistema suplementar. “Sua preservação acontecerá por meio de múltiplas ações, como um processo de incorporação tecnológica criterioso, baseado em evidências clínicas, com protocolos clínicos e avaliação do custo e efetividade, combate ao desperdício e das fraudes, alteração do modelo de remuneração, e redução do custo setorial e da imprevisibilidade”. 

Abrahão ainda falou sobre os desafios exigidos pelo novo perfil socioeconômico da população. “Conquistamos maior sobrevida, mas nos defrontamos com uma grande transição epidemiológica, em que nossa população deixa de ser acometida por doenças infectocontagiosas e é acometida por doenças degenerativas, hipertensão, diabetes. Portanto, necessitamos incentivar os programas de atenção à saúde do idoso e promoção à longevidade”, afirmou. 

Representantes de associações médicas, de conselhos de medicina e de odontologia, de operadoras de planos de saúde, de prestadores de serviços de saúde, ex-diretores e servidores da ANS prestigiaram a posse do diretor-presidente.

Leia aqui o discurso do diretor-presidente na posse.

Posse público

 


Compartilhe:

 

Siga-nos nas redes sociais

ANS no Twitter
ANS no YouTube
ANS no Facebook
RSS

 

Acesso à Informação
GovernoFederal

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040