topo
Início da Busca
Campo de busca
Fim da Busca
Início do contéudo da página

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) realiza nesta quarta-feira (11/12), em São Paulo (SP), mais uma reunião presencial do Parto Adequado. Serão apresentados histórico e resultados já alcançados pela iniciativa e propostas que estão em discussão para as próximas fases, incluindo metas para disseminação do projeto nas maternidades públicas e privadas do Brasil e metodologia que será utilizada na Fase 3 cujo lema é: “Construindo um Movimento para a Saúde, Segurança e Equidade na Gestação e no Parto”.

Além disso, serão apresentadas as novas metas e desafios para o ciclo intensivo da Fase 2, com a participação de operadoras e maternidades já inscritas. Nesse ciclo, serão testadas novas estratégias de mudança e estabelecidas metas mais desafiadoras, o que implicará em uma mudança e engajamento ainda maiores dos participantes.

Os interessados poderão assistir à apresentação pelo Periscope da ANS (@ANS_reguladora), com início às 9h.  Clique aqui para assistir.

O Parto Adequado é uma parceria da ANS com a sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein e o Institute for Healthcare Improvement (IHI) que visa identificar modelos inovadores e viáveis de atenção ao parto e nascimento, que valorizem o parto normal e reduzam o percentual de cesarianas sem indicação clínica na saúde suplementar. Objetiva, ainda, oferecer às mulheres e aos bebês o cuidado certo, na hora certa, ao longo da gestação, durante todo o trabalho de parto e pós-parto, considerando a estrutura e o preparo da equipe multiprofissional, a medicina baseada em evidência e as condições socioculturais e afetivas da gestante e da família. 

Atualmente, o projeto conta com a participação de 113 hospitais e 62 operadoras de planos de saúde que atuam como apoiadores.

As ações implementadas nos hospitais que integram o Parto Adequado evitaram a realização de cesáreas desnecessárias e promoveram a melhoria em indicadores de saúde de gestantes e recém-nascidos. Segundo dados preliminares da Fase 2, compilados entre 2017 e 2019 (até maio), o percentual de partos normais nos hospitais participantes passou de 32,68% para 36,70% no período. Houve uma redução de 17,29% nas internações em UTI neonatal entre 2017 e 2019: o número caiu de 39,74 por 1000 nascidos vivos em 2017 para 32,87 por 1000 nascidos vivos em 2019. A estimativa é que o programa tenha contribuído até o momento para evitar mais de 20 mil cesarianas desnecessárias.

Reunião presencial – Parto Adequado 

Data: 11 de dezembro de 2019

Hora: das 9h às 13h

Local: Hospital Israelita Albert Einstein – Morumbi: Avenida Albert Einstein 627/701, 3º Andar – Auditório Kleinberger – São Paulo/SP

 


Compartilhe:

 
Fim do contéudo da página
Início do rodapé
ANS no Twitter
ANS no YouTube
ANS no Facebook
ANS no Likedin
RSS
RSS
Acesso à Informação
Marca do Governo Federal
Fim do rodapé

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040

Ir para o topo da página