topo
Início da Busca
Campo de busca
Fim da Busca
Início do contéudo da página

A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) participou neste sábado (13) da grande mobilização nacional promovida pelo Governo Federal contra o Aedes aegypti. O diretor-presidente da reguladora, José Carlos de Souza Abrahão, esteve em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, para participar da ação, que contou, em todo o país, com 220 mil militares do Exército, Marinha e Aeronáutica. Junto com profissionais dos estados e municípios, eles foram às ruas orientar a população sobre o combate aos criadouros do mosquito transmissor da dengue, da chikungunya e do vírus zika. 

O ponto de encontro para início das atividades foi na Praça Getúlio Vargas, no Centro de Belford Roxo. O prefeito, Dennis Dauttmam, coordenou a ação ao lado do Secretário Municipal de Saúde, Marcio Valério, e do subsecretário de Vigilância Sanitária, Vinícius Augusto. José Carlos de Souza Abrahão representou o governo federal junto com o capitão de Mar e Guerra, Marcos Luiz Mattos, representante da Marinha do Brasil, coordenador da equipe de 60 fuzileiros navais que atuam no município.

Mobilização aedes 1

Da esquerda para a direita, Capitão Mattos; Dennis Dauttman; José Carlos Abrahão; Marcio Valério e Vinicius Augusto

Antes de iniciar as visitas às residências, Abrahão ressaltou a importância da iniciativa e destacou que a luta é de todos nós: "É gratificante verificar o engajamento da comunidade para combate a essa epidemia. O momento é preocupante, mas unidos e conscientes, podemos combater esse mosquito e proteger nossa sociedade". Em seguida, o prefeito de Belford Roxo agradeceu a força-tarefa na região e também pediu que a população se envolva e colabore para a erradicação do mosquito.

Educação e combate - Com caráter educativo, a ação tem como objetivo intensificar a conscientização da população para a importância de erradicar os criadouros do mosquito Aedes. Dentre os cerca de 350 municípios selecionados para a ação, 115 são consideradas cidades prioritárias, que tiveram incidência de dengue acima de 100 casos para cada 100 mil habitantes, nos meses de novembro e dezembro de 2015.

Durante o dia, foram distribuídos materiais informativos, com explicação das medidas de prevenção, além de orientações aos moradores sobre a importância do envolvimento de todos nessas ações. Nas casas que estiverem vazias, o material informativo será deixado nas caixas de correspondência. Os donos de estabelecimentos comerciais também foram orientados a fixar cartazes em local visível e de fácil acesso.

Enquanto ainda não existe disponível no mundo uma vacina para o vírus zika, o combate aos focos do mosquito é a única forma de prevenção da doença, protegendo gestantes e crianças. Esse vírus tem sido associado ao aumento de casos de microcefalia em bebês quando as mães são infectadas durante a gestação.

Entre os dias 15 e 18 de fevereiro, haverá uma nova ação de combate ao foco dos mosquitos com a participação de 50 mil militares que estão sendo treinados para atuar nas regiões a serem indicadas pelas prefeituras e pelo Ministério da Saúde. Esta ação será de combate ao mosquito, e não apenas de orientação, e deverá incluir a aplicação de larvicidas e inseticidas. Na sexta-feira (19/02) será iniciada a quarta etapa da ação. Os militares vão visitar estabelecimentos de ensino de todo o país, sob a coordenação do Ministério da Educação, para orientar alunos sobre as medidas preventivas. Esta ação vai ocorrer até o dia 4 de março.

A ANS tem participado ativamente dos esforços do Governo Federal previstos no Plano Nacional de Enfrentamento ao Aedes e à Microcefalia, lançado pela presidente Dilma Rousseff em dezembro do ano passado. Ao todo, 19 ministérios e outros órgãos federais estão mobilizados para atuar conjuntamente neste enfrentamento, que contará também com a participação dos governos estaduais e municipais.

Além de participar das atividades de mobilização, a Agência enviou comunicados às operadoras de planos de saúde e aos prestadores de serviço credenciados (hospitais, laboratórios, clínicas e profissionais de saúde) incentivando a realização de atividades e prestando orientações sobre a mobilização.

Confira mais informações sobre as ações de combate ao Aedes aegypti na página do Ministério da Saúde. 

Mobilização aedes 2

Mutirão de combate ao Aedes aegypti em Belford Roxo 

 

Mobilização aedes 3

Durante as visitas, o mutirão encontrou um provável foco de reprodução de mosquito. O morador foi devidamente orientado sobre os riscos e esvaziou a piscina

 



Compartilhe:

 
Fim do contéudo da página
Início do rodapé
ANS no Twitter
ANS no YouTube
ANS no Facebook
ANS no Likedin
RSS
Acesso à Informação
Marca do Governo Federal
Fim do rodapé

ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar - Av. Augusto Severo, 84 - Glória Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20021-040

Ir para o topo da página